"Xana Gêmea" VÉRSUS "Dignidade pra quê?"


 ATENÇÃO: você esta prestes a ler o post mais brega ja publicado nesse Blog. Então se você nao curte essa baboseira de amor a primeira vista, se expor ao ridículo e outras cafonices semelhantes, nem leia. E também nem é engraçado. É só mais um episódio de: "A (minha) Vida como ela é".

Querido diário lésbico,
Acho que preciso fazer análise. Começo a acreditar que a arrogância me atrai. E além desse sintoma, descobri que ainda não paguei nem metade dos meus pecados. Por que?  #CornoVibes - Vide post a seguir.

    Fazia um tempo já que eu queria escrever um post sobre o amor, com direito a breguice e tudo, mas nenhuma das pessoas que passaram pela minha vida me inspiraravam para tal. Eis que, ela, minha musa inspiradora, surgiu.
    Estava eu, e toda minha beleza e graça (momento-eu-me-acho-mas-não-sou) na #boatchy... era uma balada gay. Só meninas. Era o paraíso das sapas vivas. Enfim, eu estava no fumódromo, a parte aberta da balada, onde o pessoal que mantém a industria farmacêutica da quimioterapia funcionando se encontra. Enfim, estava eu, fumando meu cigarrinho e olhando o horizonte, com aquele ar blasé sabe? Numa pose bem bitch. Sim, eu estava me sentindo sexy aquele dia.
    Eis que, entre uma tragada e outra ela surge. Minha vagina sorriu.
Meu primeiro pensamento foi: Caracas “mermão”, o que era aquilo?  Meu segundo pensamento foi: será que ela daria Pra mim? - Meu terceiro pensamento foi a música “a cera” do CharlieBrownJunior “Acho que é hora de uma aproximação, de um diálogo sobre essa condição, essa história de pirar meu cabeção” enfim, voltei a mim, e com a trilha sonora na cabeça me indicando o que fazer, resolvi que era hora de agir. Afinal, eu nunca teria a chance de ver ela pelada se continuasse ali mentalizando a musica do CBjr.
    Peito pra fora, bunda pra fora também, e barriga, pra dentro, beeem pra dentro. Apaguei meu cigarro pisando na pointinha com a minha sandália preta de salto alto agulha chiquérrima que eu mal conseguia me equilibrar em cima. Mas fui.
    Durante o looongo trajeto de apenas poucos metros que eu tentei percorrer com a maior graciosidade possível, tentando me equilibrar na maldita sandália, sem parecer uma pata manca, eu pensava na minha melhor cantada. Me aproximei dela e quando eu já estava pronta pra dizer: “Oi gata, Você vem sempre aqui” =p ela me olhou com aquela cara de #TeConheço? - Na hora eu saquei a minha “melhor cantada” não iria colar com aquela garota. E muito menos o velcro dela com o meu. Resolvi não arriscar e fazer o tipinho amigavelmasquerotecomer. Sempre funciona. A não ser que a menina seja do Sul.  Se for de Porto Alegre ou Curittibana então, reze para vocês serem formalmente apresentadas. Mulheres made-in-Curitiba e Made-in-POA geralmente são lindas, mas elas não são do tipo que falam "Hello Stranger" como a Natalie Portman fez em Closer - Perto demais. (O FILME!) 
     Enfim. Fiz uma carinha fofa e perguntei: “oi... ah... é... hum... você sabe onde é o banheiro?”
    Ela me olhou com aqueeela cara e disse: “harram, é aqui oh, na sua frente.” Poutzzzz eu tava tão enfeitiçada com a menina que nem me toquei que ela estava na frente do banheiro.
    Tentativa de aproximação nº 1 = #FAIL.
    Mas ah, eu não desisti não. Quando eu cismo que eu vou comer alguém, EU CISMO!
    Pensei: “Deixa ela beber um mais pouco, quem sabe assim eu fico mais bonita.
    A balada não era grande, então dava pra circular tranqüilo, e volta e meia eu tinha que“topar” com ela. Meio de longe fiquei acompanhando quantas cervejas ela tomava. Para minha sorte ela bebia muito. Graças a Deus. Eu sei, lendo isso vocês devem estar achando que eu sou algum tipo de sociopata, mas sabe como é...
    A certa altura da noite eu notei que ela já estava bem mais bebada amigável. Sorrindo mais. Rindo mais. Falando mais. Tudo mais. Até os peitos dela apareciam mais. #adoro. Infelizmente ela era aquele tipo lésbica abelha rainha sabe? Cheia de abelhinhas em volta. #Saco.  Teve uma hora, que milagrosamente ela ficou sozinha. Pensei: É AGORA. LÁ VEM O GOLPE. Caminhei com todo o meu poder, apesar de os meus pés estarem me matando, e tentei parecer tão glamurosa e indiferente quanto ela. Mas eu não resisti, a máscara caiu. Passou uma menina na nossa frente, bem bonitona. Bem mais bonita do que ela aliás, e é lógico que ela sabe disso, afinal, todas temos espelho. Vendo que ela olhou mal intencionada para a menina eu Eu olhei pra ela e falei: “é... se você não estivesse aqui essa menina seria a mais bonita da balada” menti.
    Ela deu um sorrisinho discreto com o canto da boca.
    -Como é teu nome? – perguntei.
    -Fulana. Ela falou. Mas não perguntou o meu. Antipática.
    -O meu é ciclana. Prazer Fulana.
    -Prazer.
Eu fui dar um beijinho de prazer. Ela me deu um e afastou. Eu olhei pra ela e falei: Na minha terra são 3. dois na bucheca e um na boca. Sorri. Ela riu, e me ignorou, fingiu que não tinha escutado a ultima parte e deu mais um gole na cerveja.  Poutz. Eu tenho uma bronca com mulher difícil. Eu sou da lei do menor esforço sabe? Gosto das fáceis. Das que chegam te encoxando. Mulher safada? #Adoro! Mas ela, sei lá, tinha alguma coisa diferente nela. Embaixo daquele ar hipócrita de superior, alguma coisa me encantava.
    Tive que apelar para a minha arma secreta: psicologia reversa. Eu não gosto de joguinhos, geralmente eu chego chegando. Comigo é mais ou menos assim: Quer??? Quer!!! Não quer? ♪♪Tô solteira em Salvador! ♪♪  Mas essa menina valia a pena o esforço. Tive que transformar o meu sangue latino em sangue de barata.
Me afastei e continuei a galinhar socializar com o resto da balada. Eu não sei se ela era tímida ou se o ego dela era muito grante. (eu sempre acabo com as narcisistas) ou se ela tava cagando e andando pra mim mesmo. Eu só sei que, apesar de a ultima possibilidade ser válida, ela ficava só me olhando que eu vi.
    E o tempo passando. 4:50 da manhã e eu ainda não tinha pegado ninguem. Era chegada a hora de aplicar o métdo UTI = ultima tentativa do individuo. Ía chegar junto e se ela não me quisesse mesmo eu pegava uma outra só pra não sair no zero a zero. Odeio sair da balada no zero a zero.  “eu só vim pra dançar” o cacete!   “Eu vim pra galinhar” mesmo! Porra, to solteira, meus peitos estão em pé e eu paguei 35 na depilação, vou ficar sozinha? JAMAIS. Tenho que aproveitar meu investimento! Afinal, eu arreganhei minhas pernas pra uma estranha feia pra porra chamada Janete pra ela não me lamber e ainda arrancar meus pentelhos sem piedade pra nada? Não, não nesse mundo capitalista. Os meus 35 Reais e a Mao pesada da Janete não podiam ter sido em vão.  Estava decidido, eu engoliria o meu orgulho e ía Lá babar o ovo da narcisista.
    Enquanto eu a procurava, eu já ia pensando no tipo de conversinha barata que podia jogar pra cima dela. Mal sabia eu o que me esperava. Eu andei, andei, e não a encontrei. Mas para minha surpresa, Deus seja louvado, ela me encontrou. Estava eu, andando, olhando para os lados, procurando por ela, quando ela apareceu do nada, me encostou na parede me deu um puta beijo. Pensei; - gente, ela deve estar no sistema UTI também. Não importa. PEGUEI. A gente se beijou horrores naquele cantinho. O negocio de beijar encostado na parede, é que parede é o seguinte, tendo um ponto de apoio, a esfregada é inevitável. Sabe como é, Lei da física Lésbica. Eu apertei os peitos dela (tava escurinho mesmo) ela pegou na minha bunda...  eas nossas passarinhas praticamente voando pra fora pelo zíper. Foi aquela putaria que eu #adoooooro.  Minha vagina já estava dando gargalhadas de felicidade, quando acenderam as luzes da balada. Ela olhou pra mim e disse; - Tenho que ir. Me deu um beijinho e foi saindo. Eu: - eiii (fiz a carinha do gatinho do Shrek) - me da seu numero? Ela falou SECA, CURTA e GROSSA . XXXX-XX-XX e foi embora enquanto eu ainda anotava.
    Pensei: Antipática! ... Mas é gostosa viu!
    No outro dia fiz a Desesperada e mandei uma mensagem. Ela não respondeu. No outro outro dia, liguei. Ela atendeu.
    Eu: oi fulana, tudo bem? É a ciclana, da balada de anteontem.
    Ela: oi ciclana, tudo bem sim. E você? Num tom de voz mais frio que a Sibéria. A cara da frigidez.
    Eu: te mandei uma mensagem ontem, queria te chamar pra sair, mas você não respondeu.
    Ela: a mandou foi? Não recebi não!
   MENTIRA que meu celular avisou que ela recebeu. Mas tudo bem. Deixei ela pensar que estava me enganando, afinal, eu já namorei uma Ariana,  esse tipo de coisa pra mim é fichinha.
    Eu: poizé, mandei. Poxa que pena que você não recebeu. Deve ser meu celular, ele ta meio ruim mesmo. Mas e aí você ta fazendo o que? Queria te convidar pra jantar comigo.
    Ela: ah, to numa festa aqui em tal lugar (=na puta que pariu) Se você quiser vem aqui. (Sentiu o “KISS MY ASS” nas entrelinhas da fala dela?) Eu senti, mas a essa altura do campeonato eu já tinha perdido a vergonha na cara mesmo, resolvi enfiar meu orgulho na bunda e ir lá, afinal, eu não ia pegar ninguém aquela noite mesmo. Tomei um banho rápido priorizando os países baixos, me arrumei correndo e me locomovi pra puta que pariu pra ir atrás  da mulher. Chegando La na tal da festa, dei de cara com ela na porta que me falou com a cara mais lavada do mundo: Já acabou, tô indo embora! Poutz, nessa hora eu já tava amarela de tanto sangue de barata circulando nas minhas veias.  A essa altura Eu já estava louca pra xingar a mãe dela, mas eu me segurei, respirei fundo, e falei: Então tá... eu te dou uma carona, vem? Vocês podem imaginar que a essa altura do campeonato, percebendo todo o meu esforço ela já estava se achando a bala que matou John Lenon, e eu estava me sentindo como se eu devesse tatuar LOSER na testa. Mas eu sou minerinha. "De cadiquin em cadiquin em como todo o quejin".
Enfim, entramos no carro. Se eu fosse homem eu falaria: “ou dá ou desce”, mas eu sou mulher e sou uma lady com educação suíça e sangue de barata, então eu falei, - então linda, pra que lado você mora?
... Quando eu pensei que eu já estava quase chegando “no Acre” (ela morava longe) chegamos na casa dela.
    Eu: - pronto linda, tá entregue. Boa noite ta?!
    Ela: você vai pra casa?
    Eu: pra casa? Não! Não! Uma amiga minha me ligou mais cedo disse que ta rolando uma festinha lá na casa dela. (mentira) Eu não ia por sua causa né, mas ... acho que agora eu vou.
   Ela: hummm... você quer entrar um pouquinho? (Não sei se foi o sentimento de culpa por eu “perder uma festa” por causa dela, ou só por que ela tinha nada melhor pra fazer mesmo)
   Eu: (#Facílima) ah... pode ser então! (disse com um sorriso igual de criança em manhã de natal)
   Notem que ela não fez nenhum esforço. O único esforço que ela fez pra me ter foi nascer. Mas tudo bem. Nessa estória eu não sei quem presta menos, se sou eu ou ela. Entramos. Fomos para o quarto. Ela ligou a TV e deitou na cama. Falou que eu podia deitar também. A gente começou a conversar sobre assuntos nada interessantes e altamente entediantes – nada adequado tendo em vista que estávamos numa cama. Vou resumir porque esse post já esta muito grande pro meu gosto. Depois de falar sobre trabalho, vida, família, homosexualidade e blá, ela resolveu dar pra mim. Colamos horrores e dormimos de conchinha.
Fatos que vocês precisam saber ao fim dessa estória:

Fato 1: eu não tenho um pingo de vergonha na cara e passei longe de entender o que vem a ser amor próprio.
Fato 2: ela é uma narcisista egocêntrica com um ego do tamanho da bunda dela, que graças a deus é também enorme. (e olha que eu nem gosto de bundas enormes, mas nela caiu bem)
Fato 3: ela não é nada mais do que uma filha da puta com belos peitos. E que peitos!
Fato 4: eu acho que estou apaixonada. Porque apesar de ela ser quase insuportável eu não consigo parar de pensar nos peitos dela. E dizem que amor é isso Né? É você gostar da pessoa APESAR do que ela é. Seria ela, com toda a sua petulância, minha Xana Gêmea? Depois de namorar o capeta de saia (minha ex ariana) eu mereço a presunção em forma de gente Meu Deus?

Ai que coisa brega. Esse negócio de amor a primeira Colada é totalmente old fashion. Mais demodê que isso só amor a primeira vista e ter Orkut junto.

Ah, e não é só isso. Tem um pequeno detalhe que eu omiti. Como eu contei no post anterior, eu estava de férias, e tudo isso foi em outra cidade. E como vocês sabem, amor de verão não sobe a serra... e nem faz interurbano.

35 comentários:

  1. ô mell deus como você aguentou a mina devia ser muito chata caralho! mas o desejo profundo (isso que move o mundo) lhe deu forças! Você colou com ela isso importa! kkkkkkkkk'

    ResponderExcluir
  2. pior que ela é CHATA MESMO! ahahahaha Vai enteder a cabeça da (minha) pessoa né. Praticamente pedi pra ser corna. Ja pensou um namoro com uma criatura dessa? hahahaha ainda bem que amor de verão não faz interurbano, entao vou ter que largar o osso por aqui mesmo.

    ResponderExcluir
  3. ei gata, é a @missjjoplin...hauahuahau...ficou otimo o #dignidadepraque...passando só p/ parabenizar mais uma vez..o blog é sensacional...e p/ lembrar da parciomonia com gostosas..é sempre importante..na medida do possivel....kkkk....bjao

    ResponderExcluir
  4. PQP heim gata...batalhou mas conseguiu heim...tenho uma amiga da facul que eh SUUUUUUUUUUUUUUUUPER narcisista, ateh percebo que ela me da ibope, mas ela se axa tanto q da medo...asdhiaushdiasu...PIOR que ela virou minha kbç desde o primeiro dia de aula...aconteceu uma história MEGAAA engraçada e eu passei vergonha com geral...rs
    Ameio o post gataaa...bho @entendid_a

    ResponderExcluir
  5. Nossa, admiro sua persistência...Eu teria ido pra casa e siriricado sozinha mesmo, aff, mto trampo! Mas valeu a pena a experiência! adorei o blog :)

    ResponderExcluir
  6. Ei Flor, adorei o post... alias os anteriores tbm! Enfim viciei nisso aqui! rsrsrs

    ResponderExcluir
  7. Até q ta engraçado a porra desse post. Mas uma pergunta vc ñ tm vergonha de escrever assim tão descaradamente? vc ñ tm vergonha de ser um sapatão do caralho???? descarada sem pudor, se valorize porra......

    ResponderExcluir
  8. Anônimo aí de cima: pra você tenho algo a dizer: AHUHUAHUAHAUHUAUAHUAHUAHUAHUAH
    HUAHUAUHAUAUAUHAUHUAHUAHUHAUHAH
    UHAHUAUHAUHAHUAHUAHUAUUAHUAHUHAA

    Respostas:

    "vc ñ tm vergonha de escrever assim tão descaradamente?"
    Resposta: NÃO.

    "vc ñ tm vergonha de ser um sapatão do caralho????"
    Resposta: NÃO. Na verdade, eu ADOOOOORO.

    "descarada sem pudor"
    Resposta: Isso porque você ainda não me viu na cama hein.

    "se valorize porra...... "
    Resposta: Mãe? é você?

    ResponderExcluir
  9. Deveria ter contado a parte principal da história. Ou então como vou saber se você é boa de cama ou não.

    ResponderExcluir
  10. C.

    Dando pra mim é uma boa opção :)

    hahahahahahaha BRINCADEIRA!
    Eu respeito minhas leitoras. É pq eu realmente não podia perder a piada :p

    ResponderExcluir
  11. Adorei o post. Adorei o seu modo de narrar, HAHAHAHA e me diverti bastante. Bom, o sexo valeu a pena, é isso ai. Paixões vêm e vão, questão de tempo...

    ResponderExcluir
  12. Ahuahuahuahua ahhh eu ri gostoso agora... Ai que saudade da minha adolescencia solteira... =/ *ok, só tenho 21, mas desde os 18 nao consigo viver minha solteirisse.rs*

    ResponderExcluir
  13. Nossa gata, você merece o meu respeito.
    e muito mais na verdade ;)
    sua linda

    ResponderExcluir
  14. Queria protestar, mas é a mais pura verdade que curitibanas não conversam com estranhos.

    Mas não é nada pessoal, mesmo. Povo de curitiba é fechado e antipático com qualquer um ahahahaha xD

    ResponderExcluir
  15. Putz é vdd! Ralei pra minha ex curitibana começar a fala comigo! Ohh povo difícil... O_o

    ResponderExcluir
  16. Eu GARGALHEI!
    hahhahahahahahahh
    Guerreira você, hein?!
    Queria eu ter essa disposição, a cara de pau eu já tenho. \o/

    ResponderExcluir
  17. Muiiiiito bom, haha adorei parabens, eu leio tudo que você posta a parti de hoje, e advinha eu me apaixonei por uma menina assim tbm, adorei ahahah

    ResponderExcluir
  18. PAI AMADO, eu to numa situação IGUALZINHA, IGUALZINHA, só que a ex capeta de saia era libriana. E até agora a minha gostosa presunçosa ainda não deu pra mim e eu me apaixono cada vez mais, uhu

    ResponderExcluir
  19. Olha, entrei aqui nem sei porque... Veio na cabeça, diário de uma lesbica, google e cai aqui... Sou um homem...
    Agora, sensacional essa história!!! Kkkk me pareceu um amigo em uma mesa de bar...
    Agora to curioso, afinal, p mim mulher com, mulher, c homem ou com ninguem é tudo bonita...
    Com todo respeito, pois acredito que todas aqui nao estaria nem ai p mim... Ja cansei de tentar acreditar que lesbicas gostam de homem, isso nao acontece) mas vou acompanhar isso aqui mais vezes...

    ResponderExcluir
  20. Aqui,muito top sua história eim ,nossa,eu ri muito cara kkk' Você narrou muito bem essa história cara,nossa escreva mais,mais,mais..Porque se for sempre assim,quero acompanhar sempre.Parabéns pela criatividade.E ah se vc for tão bem humorada assim,eu já apaixonei kk

    Alice;)

    ResponderExcluir
  21. Sua história é muito boa,ri muito. Ótima narrativa.
    E você não é a única que faz este tipo de coisa. Alias sou do sul ... ou seja, me enquadro no mulheres de POA e Curitiba.
    kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  22. kkkkkkkkkkkk mt bom. essas diabas são d+++

    ResponderExcluir
  23. kkkkkkkkkkkk mt bom. essas diabas são d+++

    ResponderExcluir
  24. kkkkkkkkkkkk mt bom. essas diabas são d+++

    ResponderExcluir
  25. Aaaahh eu tenho uma pergunta que não quer calar... kkkk
    Qual o signo da moça? :P

    ResponderExcluir
  26. Começei a ler seu blog agora qual e seu problema com as arianas? eusou ariana kkk

    ResponderExcluir
  27. Cara escritora, achei seu blog por acaso..(ou melhor, através de outro blog) e simplesmente adorei.
    Me vejo em cada post seu e é bom saber que existem mais pessoas como eu.
    E nos mineiras não desistimos facil..kk
    Parabéns pelo blog e pode contar com mais uma leitora fiel.
    Beijinho linda ;)

    ResponderExcluir
  28. Cara escritora, achei seu blog por acaso..(ou melhor, através de outro blog) e simplesmente adorei.
    Me vejo em cada post seu e é bom saber que existem mais pessoas como eu.
    E nos mineiras não desistimos facil..kk
    Parabéns pelo blog e pode contar com mais uma leitora fiel.
    Beijinho linda ;)

    ResponderExcluir
  29. Cara escritora, achei seu blog por acaso..(ou melhor, através de outro blog) e simplesmente adorei.
    Me vejo em cada post seu e é bom saber que existem mais pessoas como eu.
    E nos mineiras não desistimos facil..kk
    Parabéns pelo blog e pode contar com mais uma leitora fiel.
    Beijinho linda ;)

    ResponderExcluir
  30. Adoraria dar pra vc...assim,sem pudor nem um pingo de vergonha na cara! Ah, detalhe,nao dou lesbica,mas fiquei doida de tesao..

    ResponderExcluir

Não seja tímida, Comente! elogie, critique ou nos xingue. O importante é participar!